E o que era doce se acabou…

Há mais ou menos um mês o atacante Adriano, da Inter de Milão, declarou publicamente que pararia de jogar futebol por tempo indeterminado. Isso porque toda a rotina de jogador o estava aborrecendo e ele não sentia mais prazer em jogar. Com menos de trinta anos, Adriano queria curtir a vida, ir pra balada, olhar, beber, fazer a farra com as gatinhas (ver foto) e coisas assim.

image

Muito foi comentado sobre sua atitude corajosa em abandonar o futebol tão jovem, tão desprendida da fama e do dinheiro em favor da suas vontades individuais e sua felicidade. Enfim, ato que contraria as ações dos jogadores modernos, ávidos pelo dinheiro, máquinas capitalistas de fazer gols e vender camisas de seus respectivos clubes, até que recebem uma proposta lunática de dinheiro e correm alvoroçados atrás do pão de cada dia (vide Robinho e seu pão de 6 milhões de euros por ano).

Pois é: Adriano termina sua aposentadoria depois de longos 30 dias e assina com o Flamengo. Segundo ele, ele está com uma vontade absurda de jogar no Mengão. Fora o mal-caratismo de recindir um contrato por motivos particulares e depois assinar com um novo clube sem gastos (aposto que a Inter não vai levar nada na história), esse desfecho prova a velha máxima: nem tudo que reluz é ouro.

image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: