Um Comentário Tardio sobre Tio Boonmee

Pode-se sair da sessão de Tio Boonmee se achando um perfeito idiota, pois não “entendeu nada”. Dá ainda para pensar que perto de Apichatpong Weerasethakul, David Lynch é o Descartes do cinema. Não se pode negar que o filme é, antes de tudo, fascinante.

Fascinante porque contraria a nossa idéia de entendimento. Tio Boonmee não fala ao intelecto, mas à percepção. Atinge plenamente os olhos e ouvidos, brinca, à parte a aparência séria do tema da morte, do além e outras vidas, com camadas de imagem e som, fazendo trucagens a Méliès, efeitos de noite com uso de filtro azul, cria verdadeiras paisagens sonoras como se Ansel Adams fosse o desenhista de som do filme. Reina a simplicidade e o gosto pela experimentação do primeiro cinema, mira-se o extraordinário que sai do ordinário.

Não é à toa que Weerasethakul retoma o mito da caverna de Platão. O filósofo, no pensador grego, se livra dos grilhões no fundo da caverna para contemplar a verdade ofuscante das Idéias, fora dela. Aqui o caminho é inverso: os personagens voltam ao fundo da caverna, não para negar a luz, mas para ligá-la novamente aos mitos projetados no fundo, propondo assim uma nova via que liga o dentro e fora, luz e sombra, mito e Idéias. É um caminho de novas percepções, não espirituais nem meditativas como más interpretações teimaram em apontar, mas cinemáticas, cinematográficas. É percepção do mundo, suas coisas, seus sentidos e seus movimentos via imagem e som. Coisa simples.

Essa é a política do filme: um entendimento que não parte do intelecto, mas dos sentidos. E, por isso, é fascinante não entender Tio Boonmee.

Anúncios
2 comentários
  1. Luís Eduardo Amaral disse:

    Facinante mesmo é a fala: “Filho por que você deixou seu pelo crescer tanto?”

    Vale o ingresso!

    • Raul Arthuso disse:

      Eu gosto muito dessas coisas simples do filme. Tipo a hora que a mulher-fantasma aparece na mesa e todos se assustam e logo depois eles começam a conversar com ela como se nada estivesse acontecendo. Inclusive o Boonmee diz: “Você tá tão jovem!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: