Dicas de Billy Wilder para roteiristas

1. O público é volúvel.

2. Pegue-o pela garganta e nunca largue.

3. Desenvolva uma linha de ação clara para o seu protagonista.

4. Saiba aonde está indo.

5. Quanto mais sutil e elegante você for em esconder as viradas da narrativa, melhor você será como roteirista.

6. Se você tem um problema no terceiro ato, o verdadeiro problema está no primeiro ato.

7. Uma dica de Lubitsch: deixe o público somar dois mais dois. Ele te amará para sempre.

8. Ao escrever voz over, cuidado para não descrever o que o público já está vendo. Adicione ao que ele vê.

9. O evento que encerra o segundo ato desencadeia o fim do filme.

10. O terceiro ato tem que crescer, crescer, crescer em ritmo e ação até o último evento, e então…

11. … é isso. Não fique dando voltas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: